Menos é mais, é complexo fazer simples

Menos é mais, é complexo fazer simples

Quem nunca ouviu a frase: “Menos é mais“? É muito comum utiliza-la para a criação de produtos em tecnologia, esta é uma forma de sugerir que a solução que sejam pensadas de forma simples para o usuário, porém, vamos mostrar que “é complexo fazer simples“, mas vale muito a pena.

A proposta “Menos é mais” é bem interessante e faz bastante sentido pois quanto mais fácil for a solução para os usuários, mais engajamento teremos por parte deles e mais facilidade eles terão para resolver seus problemas.

Pro outro lado, posso garantir que o desafio para um profissional experiência está exatamente em deixar algo que é complexo, simples.

Isso acontece porque precisamos levar em conta vários fatores, como regra de negócio, limitações tecnológicas e até mesmo o comportamento dos usuários.

Por trás de toda solução visivelmente simples existe uma complexidade de desenvolvimento alta. O sistema tende a resolver muitos pontos sem precisar de muitas interações do usuário, isso gera uma dinâmica de análise complexa que gera a sensação mágica de ser simples.

Outro fator que impacta em propostas como esta é o tempo de desenvolvimento, muitas vezes ele não é adequado ao melhor cenário possível, o que faz o time de tecnologia evoluir com o produto da maneira possível, minimizando complexidades técnicas, que muitas vezes não é a melhor solução para o usuário, me tende a ser o melhor custo benefício.

Esse tipo de situação é mais comum em empresas com pouca maturidade em tecnologia e transformação digital, onde o direcionamento das soluções criadas costuma ficar pautado em uma cultura focada aumento de vendas de forma rápida, (que é importante) deixando a importância do usuário no centro como segundo plano por conta desse processo ser mais demorado.

Focar na experiência do usuário e dedicar para que a solução seja a melhor possível, traz benefícios sólidos mas tende a ser um processo de médio e longo prazo, por isso a dificuldade de profissionais de negócios em assumir esta responsabilidade.

Leva tempo para alguns destes profissionais perceberem que ações imediatas tendem a resolvem o problema parcialmente, por isso a importância da relação com a maturidade da empresa sobre visão de futuro dos produtos ou soluções construídas.

Como disse: “Não é fácil deixar simples”, mas vale trabalhar essa proposta de: “Menos é mais” pois, tanto o usuário quanto a instituição ganham quando se trata de uma boa experiência.

E aí gostou desse tópico? deixe seus comentários, dúvidas ou sugestões se precisar de ajuda para experiência do usuário, inovação e transformação digital

Conte com a gente!

admin

Pai do Rodrigo e da Kiara, casado Mineiro que vive em São Paulo desde os 2 anos de idade. Virginiano, apaixonado por Design, inovação e tecnologia, Publicitário pós graduado em AI e UX, criador da Lene Studio, consultoria em design de produtos. Adora, compor músicas e sempre que pode participa do futebol com os amigos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *